OCEMG / SESCOOP / MG

Notícias

11/06/2019
Sistema Ocemg sedia Encontro para o Fortalecimento do Cooperativismo da Agricultura Familiar

A Casa do Cooperativismo Mineiro sediou, no dia 5 de junho, de maneira inédita, o Encontro dos Produtores Rurais da Agricultura Familiar de Minas Gerais. Estiveram presentes cerca de 80 pessoas, entre produtores, representantes de cooperativas e entidades ligadas ao setor.

A iniciativa da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) teve como objetivo integrar as propostas do governo estadual e das entidades de representação do segmento, assim como fomentar a inserção das cooperativas de agricultura familiar nos processos de licitação de órgãos públicos de Minas Gerais.
Segundo o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), que tem legislações em âmbito estadual e federal, 30% dos produtos adquiridos para atender aos editais de organizações públicas devem ser de agricultura familiar. E, atualmente, existem editais de entidades e órgãos públicos que estão sendo atendidos por cooperativas de fora do Estado.

Hoje, em Minas Gerais, existem 15 cooperativas de agricultura familiar, ou seja, são aquelas que possuem Declaração de Aptidão ao Pronaf (Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar) - DAF e 60% dos cooperados são pessoas físicas.

Na abertura do encontro, o vice-presidente do Sistema Ocemg, Luiz Gonzaga Viana Lage, ressaltou a importância da inciativa. "A ideia é que esta reunião seja um embrião de tantas outras ações que virão em prol da agricultura familiar e do cooperativismo, a partir da união entre as entidades aqui presentes", frisou.

João Ricardo Albanez, superintendente de Abastecimento e Economia Agrícola da Seapa, reafirmou que o governo entende que as cooperativas são essenciais para o fortalecimento da agricultura familiar. De acordo com ele, o momento apresenta uma grande oportunidade para o cooperativismo mineiro com o atendimento das demandas dos órgãos públicos.

A diretora da União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes), Regina de Castro, frisou que o setor, antes visto como de subsistência, tem plenas condições de suprir grandes mercados.

"As cooperativas mineiras têm, ao mesmo tampo, muita potencialidade e grandes desafios para atender às demandas dessas entidades", reforçou a gerente de Divisão de Programas Especiais da Emater-MG.

Durante o evento, a coordenadora de Assistência Técnica do Sistema Faemg, Aline Veloso, apresentou dados que comprovam a representatividade do setor para o Estado. "A agricultura é responsável por 34% de tudo que foi produzido Minas em 2018", revelou.

Apresentação de editais

Na ocasião, foram apresentados os editais públicos do Exército Brasileiro e da Prefeitura de Belo Horizonte para os possíveis fornecedores das cooperativas. A analista do Sebrae Minas, Ariane Vilhena, afirmou que o intuito da reunião entre as entidades representativas do setor, cooperativas e representantes dos órgãos públicos é unir demanda e oferta.

Para José Damião, presidente da CAPRS, de Raul Soares, o encontro aponta o caminho a ser seguido. "Um evento como esse é muito importante para que as cooperativas busquem informações e até para que a sociedade conheça o cooperativismo, como foi o caso do Exército e da PBH, que debateram seus editais conosco hoje", disse.

"Nossa cooperativa é recente, começamos os trabalhos este ano. Mesmo já tendo participado de chamamentos públicos com escolas estaduais da cidade, tínhamos apenas a visão regional. Ao participar deste encontro, temos uma visão mais ampliada, de novas possibilidades", frisou o diretor comercial da Cooafa, de Montes Claros, Rafael Alves.

Palestras

A fim de orientar o público presente sobre questões relevantes apontadas em editais públicos, foram realizadas apresentações temáticas sobre documentações; embalagens, rotulagens e amostras; logística e precificação, ministradas por representantes da Seapa e do Sebrae Minas.

Gilson Sales, superintendente de Abastecimento e Cooperativismo da Seapa, avaliou de forma positiva o evento. "Conseguimos reunir parceiros importantes, na Casa do Cooperativismo, para convidar cooperativas do ramo Agro para atender editais de chamamento público", comentou.

Segundo o superintendente, a próxima etapa desse trabalho é mais técnica, como, por exemplo, trabalhar com a organização das cooperativas que manifestaram interesse em participar desses chamamentos públicos.

Além da Ocemg, Seapa, Faemg e Sebrae também estiveram presentes no evento representantes da Emater, Prefeitura de Belo Horizonte, Unicafes e Fetaemg.

PUBLICAÇÕES

SOBRE

O Sistema Ocemg é formado pela Ocemg, entidade de representação política e sindical patronal das cooperativas no Estado, e também pelo Sescoop-MG, responsável pelas atividades de formação profissional, monitoramento e promoção social do setor. Atua em benefício do crescimento e desenvolvimento do cooperativismo mineiro, orientando as cooperativas na busca por uma gestão cada vez mais eficiente, que impulsione o crescimento socioeconômico do Estado.

Este site é assinado por: Bhtec e:house
Sistema Ocemg        
Rua Ceará, 771 - Funcionários - Belo Horizonte-MG - CEP: 30150-311
Telefone: (31) 3025-7100
Horário de Funcionamento: Segunda à Sexta: 8:30h às 17:30h