OCEMG / SESCOOP / MG

Notícias

12/02/2020
Lançamento do 8º Ciclo do PDGC em Minas bate recorde de participação

Nesta terça-feira (11/02), o Sistema Ocemg promoveu o Lançamento do 8º Ciclo do Programa de Desenvolvimento da Gestão das Cooperativas (PDGC). O evento aconteceu no Centro Cultural Minas Tênis Clube e contou com a presença de 600 cooperativistas do Estado e de todo o país.

Durante a abertura, o presidente do Sistema Ocemg, Ronaldo Scucato, parabenizou a participação do cooperativismo de Minas Gerais na adesão ao programa e seu destaque no Prêmio SomosCoop Excelência em Gestão. Segundo ele, integridade, inovação e sustentabilidade fazem parte de um tripé que conduz as cooperativas ao sucesso. "Por meio do PDGC, as cooperativas estão focadas na gestão integrada e sustentável, alcançando bons resultados".

O presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas, endossou o discurso de Scucato falando da relevância da adesão mineira ao programa proposto pela Unidade Nacional em 2013. "Agradeço a Minas por, desde o primeiro ano, encabeçar e puxar o PDGC, sendo exemplo e referência para todos os demais Estados. Consideramos esse programa fundamental para o cooperativismo brasileiro", completou.

Um dos palestrantes do evento o campeão olímpico Tande, apresentou seu trabalho como atleta e como comentarista esportivo frisando sobre a importância de não se acomodar e de se reinventar sempre. "Quando jogávamos em um time de voleibol, estávamos comprometidos com a alta performance, empenhados em vencer, porque queríamos deixar um legado para as futuras gerações. Assim como vocês em suas atuações diárias nas cooperativas", disse.

Para o especialista em Marketing Digital e ex-executivo da Netshoes, Renato Mendes, nos dias de hoje, as pessoas querem fazer parte de um projeto que faz o bem, que tenha um propósito. Ele fez um alerta sobre a efemeridade dos tempos atuais: "O que te faz crescer como cooperativa hoje não te fará crescer amanhã, porque os ciclos são sempre muito rápidos. É preciso estar muito atento para as mudanças".

Na sequência, o especialista em gerenciamento de crises e fundador do Grupo de Ações Táticas Especiais (GATE), Diógenes Lucca, mostrou ao público semelhanças entre o trabalho das tropas de elite da polícia e do cooperativismo. Citou como exemplo os princípios da integridade, o voluntariado, o senso de pertencimento, a melhoria permanente, a mitigação dos erros e a orientação para os resultados. Ele ainda deu uma dica: "A busca pela excelência é diária. Nós nas tropas de elite, trabalhamos pelos 100% todos os dias".

Na parte da tarde, os participantes assistiram à apresentação de Rick Chester, empreendedor social e influenciador digital, que compartilhou sua história como vendedor de água na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro. O palestrante contou como alcançou o sucesso e uma carreira a partir do empreendedorismo. "Está tudo na nossa mente. Se você trabalha com a mentalidade de que as coisas vão dar certo, elas irão dar certo. Além disso, é importante estar atento a todas as oportunidades que se apresentam", aconselhou.

Com um viés nos processos de transformação o diretor da Universidade Católica de Lisboa, Filipe Santos, sinalizou: "Temos vivido um processo de mudança no mundo, com o fortalecimento de um capitalismo mais consciente, com a inovação, o empreendedorismo e a justiça social em foco".

Encerrando as atividades do evento, o CEO do Grupo Reserva e presidente do Movimento Capitalismo Consciente no Brasil, Rony Meisler, falou sobre propósito e como envolver todos os públicos com aquilo que sua empresa propõe para o mundo. Segundo ele, o capitalismo consciente e o cooperativismo têm grandes afinidades e são muito valorizados pela sociedade, sem deixar de ser competitivos. "Ambos pregam que as ações sustentáveis devem gerar retornos para o empreendimento. Por isso, elas devem ser parte componente de uma empresa ou cooperativa", completou.

Cooperativas e o PDGC

Voltado para o aprimoramento das cooperativas, o PDGC incentivar as boas práticas de gestão e governança do setor por meio de ciclos de autoavaliação anuais. Minas Gerais se tornou Estado referência no programa, com o maior número de cooperativas participantes, de 1.012 concluintes no país, 336 são de Minas. "Sentimos que Minas Gerais acreditou no programa e plantou uma sementinha anos atrás para colher os frutos hoje, com as cooperativas mais preparadas e mais competitivas perante o mercado", confirmou a Gerente de Desenvolvimento da Gestão das Cooperativas do Sistema OCB, Susan Vilela.

Para o presidente da Fetranscoop-MG e diretor administrativo da Coopmetro, Evaldo Matos, o PDGC criou uma nova ordem nas organizações que o adotaram. "O programa trouxe uma revolução na nossa cooperativa, criando um movimento interno e um entrosamento muito grande na equipe, assim como a valorização da nossa marca", exemplificou.

"Essa iniciativa fortalece o cooperativismo no Estado e em todo o Brasil. Toda vez que participamos do evento de lançamento, aprendemos bastante e levamos para aplicar na cooperativa", comentou o presidente do Sicoob Copermec, Adarlan Fonseca. 

O vice-presidente da Cemil, Ricardo Braga, ressaltou que as cooperativas centrais passaram a integrar o PDGC no ano passado e que o grupo tem boas expectativas para o programa em 2020. "Nossa meta é melhorar e evoluir nossos indicadores a cada ano e, em breve, poder participar da premiação nacional",, afirmou.

PUBLICAÇÕES

SOBRE

O Sistema Ocemg é formado pela Ocemg, entidade de representação política e sindical patronal das cooperativas no Estado, e também pelo Sescoop-MG, responsável pelas atividades de formação profissional, monitoramento e promoção social do setor. Atua em benefício do crescimento e desenvolvimento do cooperativismo mineiro, orientando as cooperativas na busca por uma gestão cada vez mais eficiente, que impulsione o crescimento socioeconômico do Estado.

Este site é assinado por: Bhtec e:house
Sistema Ocemg        
Rua Ceará, 771 - Funcionários - Belo Horizonte-MG - CEP: 30150-311
Telefone: (31) 3025-7100
Horário de Funcionamento: Segunda à Sexta: 8:30h às 17:30h